China realiza 5° Fórum Mundial de Budismo

Com o objetivo de promover uma maior interação entre comunidades budistas e de preservar as relíquias culturais da religião, o evento contou com mais de mil participantes

O 5° Fórum Mundial de Budismo, evento que busca promover uma maior interação entre pessoas que seguem a religião e incentivar a proteção de suas relíquias culturais, aconteceu nessa última semana na cidade de Putian, na província chinesa de Fujian. Organizado pela Associação Budista da China e a Associação de Comunicação de Cultura Religiosa da China, o fórum teve recorde de participantes, sendo que mais de mil budistas, acadêmicos e representantes de 55 países e regiões estiveram presentes.

O chefe da Associação de Comunicação de Cultura Religiosa da China, Wang Zuo’na, afirmou que os participantes irão continuar a fazer com que o fórum se torne um mecanismo mais influente para os intercâmbios budistas, com o objetivo de propagar a voz do budismo pelo mundo. Entre as propostas que foram apresentadas no encerramento do evento para promover os preceitos da religião de paz e filantropia, a proteção das relíquias culturais budistas do mundo e o aumento da interação entre pessoas ao longo do Cinturão e Rota, entre outros.

A primeira edição do Fórum Mundial de Budismo aconteceu no ano de 2005, quando as comunidades budistas da China continental, de Taiwan, de Hong Kong e de Macau decidiram se unir em um evento para promover um maior debate sobre a religião.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.