Xinjiang tira mais de 520 mil pessoas da pobreza em 2018

Os esforços do governo regional foram concentrados nas quatro sub-regiões mais carentes: Hotan, Kashgar, Aksu e Kizilsu Kirgiz

A Região Autônoma Uigur de Xinjiang conseguiu tirar 520.900 pessoas da pobreza extrema em 2018, de acordo com Chen Lei, vice-diretor do escritório de alívio da pobreza regional. Ele ainda afirmou que Xinjiang investiu mais de 33,4 bilhões de yuans na batalha contra a pobreza no ano passado, sendo que 92,3% desse investimento foi destinado às quatro sub-regiões carentes: Hotan, Kashgar, Aksu e Kizilsu Kirgiz.

Essas quatro sub-regiões ficam localizadas à beira do Deserto de Taklimakan, o maior da China e segundo maior de areia movediça do mundo. Os residentes dessas áreas acabavam condenados à pobreza devido à falta de recursos disponíveis. A região realizou esforços para ajudar as pessoas que vivem em extrema pobreza a conseguir emprego e ofereceu a eles seguro médico de melhor qualidade e exames de saúde gratuitos.

Xinjiang também vem tentando ajudar os agricultores e pastores a se deslocarem das regiões montanhosas e do interior do deserto, onde as condições são mais árduas, para oásis e planícies, para cumprir o objetivo de erradicar a pobreza absoluta até 2020. Além disso, a região está comprometida com a promoção do desenvolvimento industrial e o fornecimento de subsídios mínimos de custo de vida para os residentes das áreas mais pobres nas zonas rurais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.