Vacina contra coronavírus começa a ser testada em animais

Apenas duas semanas depois de isolar a cepa do novo vírus, amostras da vacina já estão sendo injetadas em ratos

Uma vacina candidata para a prevenção contra o novo coronavírus foi testada em animais, segundo uma notícia veiculada no portal yicai.com, que cita fontes do Centro Chinês para a Prevenção e o Controle de Doenças (CDC, sigla em inglês). A vacina mRNA foi codesenvolvida pelo CDC, Escola de Medicina da Universidade Tongji, com sede em Xangai, e a Stermirna Therapeutics.

Segundo o relatório, as amostras da vacina foram injetadas em mais de 100 ratos, e o teste começou a ser realizado apenas duas semanas depois de o centro isolar com sucesso a primeira cepa do novo coronavírus. Uma das razões para isso é que o ciclo de desenvolvimento e produção da vacina mRNA é mais curto que o das vacinas tradicionais.

Um funcionário do CDC alertou que os testes em animais estão em um estágio muito inicial e ainda há muitas medidas a serem tomadas antes que a vacina esteja pronta para ser usada em seres humanos. “Os testes em ratos são apenas uma triagem inicial de uma vacina candidata. Depois disso, haverá testes de toxicidade em animais maiores, como macacos, para garantir a segurança da vacina em testes clínicos em humanos”, disse o relatório.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.