Guangdong proíbe a caça de aves silvestres por cinco anos

A província chinesa ainda proibiu o uso e comercialização de redes e armadilhas e combaterá o tráfico de aves silvestres

Uma proibição à caça de aves silvestres entrará em vigor na província de Guangdong, e será vigente por cinco anos, de acordo com informações divulgadas pelo departamento de silvicultura local. A única exceção nessa proibição diz respeito às situações que têm fins ecológicos, científicos, para a prevenção de doenças ou para a segurança de voos. O uso e a comercialização de redes e armadilhas para pássaros também serão considerados ilegais.

O departamento ainda afirmou que a província também irá combater a comercialização e o tráfico de aves silvestres, sendo que desde agosto de 2017, já foram confiscados mais de 30 mil pássaros comercializados ilicitamente. Guangdong é tanto um importante habitat como uma rota de passagem para as aves que migram para o sul durante o inverno. Uma interdição parecida também foi aprovada recentemente pela província de Hubei.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.