China registra significativa tendência de alta nas temperaturas de superfície, diz livro azul

Últimos 20 anos foram o período mais quente do país desde o início de 1900

Moradora caminha em meio a uma fonte ante as altas temperaturas no distrito de Minhang, em Shanghai, leste da China, em 10 de julho de 2022. (Xinhua/Fang Zhe)

Créditos: Xinhua/Fang Zhe

Houve uma notável tendência de alta nas temperaturas da superfície da China nas últimas décadas em meio ao aquecimento global, de acordo com um livro azul oficial divulgado na quarta-feira. De 1951 a 2021, a temperatura média anual da superfície do país subiu 0,26 grau centígrado a cada década, de acordo com o Livro Azul sobre Mudança Climática na China (2022), publicado pela Administração Meteorológica da China.

Os últimos 20 anos foram o período mais quente da China desde o início de 1900, disse Yuan Jiashuang, vice-diretor do Centro Nacional do Clima. Em 2021, a temperatura média da superfície do país registrou seu nível mais alto desde 1901 — 0,97 grau acima do normal.

Aliás, o aquecimento global persiste, de acordo com o livro azul. A temperatura média global em 2021 foi 1,11 grau mais alta do que na era pré-industrial, tornando 2021 um dos sete anos mais quentes já registrados.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.