China investiga e penaliza mais crimes relacionados à poluição ambiental

Desde 2018, mais de nove mil pessoas foram presas por crimes relacionados à degradação ecológica

A Suprema Procuradoria Popular da China declarou nesta semana que, desde 2018, houve um aumento no número de investigações e penalizações de casos criminais relacionados à poluição ambiental.

Entre janeiro de 2018 e agosto deste ano, 9.517 indivíduos foram presos por crimes relacionados à poluição, com esses números aumentando em cerca de 80% com relação ao período de 2015 a 2017.

O procurador Miao Shengming disse que as procuradorias em diferentes regiões do país fortalecerão a cooperação e farão mais esforços conjuntos para detectar as violações relevantes para que possam melhor apoiar o avanço ecológico do país.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.