CEO da Huawei pede “política de abertura” a Biden

Após sanções de Trump, o fundador da empresa espera boa relação com o novo presidente

O fundador da Huawei pediu, nesta terça-feira, uma política de abertura ao governo de Joe Biden, presidente dos Estados Unidos. O ex-presidente Donald Trump colocou a empresa chinesa na lista de companhias que não podem adquirir tecnologias americanas indispensáveis para seus telefones.

“Esperamos que a nova administração tenha uma política de abertura (com a Huawei) que será benéfica para os Estados Unidos”, disse o CEO Ren Zhengfei.

Apesar das sanções estadunidenses, o fundador da empresa afirmou que “continua esperando poder comprar grandes volumes de materiais, componentes e equipamentos americanos”.

Ele considera que a capacidade de sobrevivência da Huawei aumentou, apesar da pressão dos Estados Unidos.

A companhia, criada em 1987, está presente em 170 países e tem 194 mil funcionários.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.