Americano promove esportes e intercâmbio entre estudantes da China e dos EUA

Mike Panaggio, cofundador e proprietário da DME Sports Academy fala sobre a importância da troca de culturas aliada ao treinamento esportivo de jovens de todo o mundo

O intercâmbio cultural e a conexão entre pessoas da China e dos Estados Unidos têm acontecido de diversas formas, e uma delas é oferecida pela DME Sports Academy, que além de promover essa troca de culturas, fornece treinamento de habilidades esportivas para estudantes talentosos de todo o mundo.

“Planejamos fazer um ótimo trabalho para oferecer educação significativa para as crianças. Elas têm a chance de não apenas aprender sobre os americanos, mas sobre crianças de todo o mundo”, disse Mike Panaggio, cofundador e proprietário da DME Sports Academy (DMESA), numa entrevista à Xinhua.

Fundada há três anos, a DMESA oferece treinamento de desenvolvimento atlético de alto nível e orientação de habilidades para a vida para jovens talentos nacionais e estrangeiros. Ele espera que entre 60 e 75 crianças ingressem no DMESA no próximo ano, sendo 10% deles chineses.

Panaggio contou que um dos seus alunos de intercâmbio favoritos era um menino chinês de 13 anos, que morava com ele e sua esposa chinesa em sua casa. “Ele é um estudante muito brilhante, ficamos muito orgulhosos dele. Ele é como o nosso filho”, lembrou.

Ele diz acreditar que a educação no DMESA não é apenas sobre o trabalho escolar e a aprendizagem nos livros, mas sim sobre aprender a falar a língua inglesa e aprender sobre outras pessoas: “é realmente uma grande troca cultural”. Ele ainda fala que foi para a China no fim dos anos 80 e que vê o potencial do mercado chinês.

Apesar das atuais tensões entre os Estados Unidos e a China no comércio e em alguns outros setores, Panaggio se diz “bastante otimista” com as perspectivas do relacionamento entre os dois países. “Pelo menos, esperamos que não haja nenhum problema. Porque eu penso em estudantes chineses não diferentes dos que pensamos sobre os estudantes americanos. As pessoas são pessoas”.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.