Tempo médio do desalfandegamento de cidadãos na China cai para 45 segundos

A melhora nos serviços fronteiriços se deu graças ao estabelecimento da Administração Nacional de Imigração, há cerca de um ano

Desde o estabelecimento da Administração Nacional de Imigração, há cerca de um ano, a China reduziu o tempo médio de imigração dos seus cidadãos para apenas 45 segundos. De acordo com os dados da administração, que é subordinada ao Ministério da Segurança Pública, as agências de controle fronteiriço da China processaram 651 milhões de entradas e saídas em 2018, um aumento de 9,9% em relação ao ano anterior.

O processo de emissão de documentos para saída e entrada no país foi simplificado pela administração, que ainda melhorou o processo de imigração e forneceu melhores serviços em uma reforma de um ano, pelo que disse Chen Bin, funcionário da administração.

Apenas no ano passado, mas de 150 milhões de documentos para saída e entrada foram emitidos, o que corresponde a um aumento anual de 11,1%. Antes, um residente nativo precisava esperar 10 dias úteis para a emissão de um documento de viagem, enquanto agora, esse tempo caiu para sete dias. Também em 2018, mais de 100 mil estrangeiros desfrutaram da permissão de estadia entre 72 e 144 horas em 20 cidades do país sem a necessidade de visto, um aumento de 23,9%.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.