Telefonema Xi-Biden estabelece tom para relações China-EUA, diz especialista

Líderes conversaram sobre intercâmbio estratégico e questões de interesse mútuo

O telefonema entre o presidente Xi Jinping e o presidente dos EUA, Joe Biden, deu o tom para a próxima etapa das relações entre os dois países, comentou o especialista americano Robert Lawrence Kuhn.

“Temos dito há algum tempo que o primeiro passo para melhorar as relações EUA-China não é piorar as coisas, mas sim parar o declínio em cascata e a deterioração precipitada”, disse Kuhn em uma entrevista para a agência Xinhua.

Xi recebeu um telefonema, na sexta-feira, de Biden, e os dois líderes tinham comunicação e intercâmbio estratégicos francos, profundos e amplos sobre as relações China-EUA e questões relevantes de interesse mútuo.

Os dois líderes querem garantir que o maior país em desenvolvimento e o maior desenvolvido “busquem cooperação, gerenciem a concorrência e evitem conflitos a todo custo”, observou Kuhn.

“Há um longo caminho a percorrer, é claro, e há muitas questões sérias em ambos os lados, mas pelo menos os dois presidentes deram o primeiro passo, garantindo que as coisas não vão piorar”, acrescentou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.