Reserva na China constrói ninhos artificiais para aves ameaçadas de extinção

Iniciativa contribuiu para o aumento da população de cegonhas brancas orientais

Créditos: Reprodução/Xinhua

A reserva natural de Honghe, na Província de Heilongjiang, no nordeste da China, construiu 100 novos ninhos artificiais para cegonhas brancas orientais, uma espécie de ave migratória sob proteção nacional de primeira classe, listada como ameaçada pela União Internacional para a Conservação da Natureza.

No início deste ano, a reserva adicionou 100 ninhos artificiais de ferro para pássaros em vez dos de madeira instalados anteriormente, pois acredita-se que o material seja mais seguro e resistente à decomposição, tendo assim uma vida útil longa e capacidade de atrair mais animais selvagens.

Com uma área total de quase 22 mil hectares, a reserva é apelidada de “lar da China para as cegonhas brancas orientais”, e também é um importante habitat de reprodução para muitas aves migratórias raras.

Para restaurar a população, a reserva construiu 389 ninhos desde 1993. Até o final de 2021, a iniciativa ajudou as espécies selvagens a criar 1.748 filhotes de cegonha branca oriental.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.