Relação entre China e Rússia não tem nenhum país como alvo, diz porta-voz

Após diálogo com os Estados Unidos, a China convidou o ministro das Relações Exteriores russo para uma visita

O desenvolvimento dos laços entre China e Rússia não tem nenhum país em particular como alvo, disse Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinesa, nesta segunda-feira. Ela afirmou que a relação bilateral é aberta e transparente, ao contrário de grupos com conspirações escondidas.

Em entrevista coletiva, Hua respondeu se a visita do ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, à China seria um arranjo intencional após o diálogo estratégico do país com os Estados Unidos na última semana.

A porta-voz explicou que a China e a Rússia sempre foram parceiros próximos, mantendo intercâmbios frequentes em todos os níveis. E acrescentou que, como membros do Conselho de Segurança da ONU, as três partes têm responsabilidades em relação à paz e estabilidade globais.

Quanto maior for a instabilidade do mundo, maior a necessidade da cooperação China-Rússia prosseguir, observou. As duas nações, “lado a lado em estreita cooperação e firme oposição à hegemonia e à intimidação, têm sido um pilar da paz e estabilidade mundiais”, disse.

Hua acredita que a visita de Lavrov consolidará ainda mais o bom ímpeto do desenvolvimento de alto nível das relações bilaterais e fortalecerá a coordenação estratégica entre os dois países nos assuntos internacionais.

Lavrov está visitando a China de segunda a terça-feira, a convite do conselheiro de Estados e ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.