Regiões do norte da China tomam medidas contra poluição do ar

Entre as medidas adotadas estão o fechamento ou realocação de empresas poluidoras e a limitação da circulação de automóveis

Diversas regiões do norte da China redobraram os seus esforços para combater a poluição atmosférica, adotando estratégias como o fechamento de empresas poluidoras e usinas de carvão, limitação do uso de carros particulares, entre outras.

Na Região Autônoma Hui de Ningxia, as autoridades lançaram o “Plano de Ação para ter um Ar Limpo (2018-2020)”, que visa fechar, realocar ou renovar mais de 1.900 companhias poluidoras em três anos. Dessas empresas, 1.089 deverão ser fechadas ou realocadas, enquanto 816 precisam suspender suas operações para melhorar as instalações para o tratamento de poluentes.

Segundo Zhao Xuhui, diretor do departamento regional de indústria e tecnologia da informação, a medida tem como objetivo eliminar a capacidade de produção industrial obsoleta e excessiva para reduzir o consumo de energia e a emissão de poluentes. O plano faz parte dos esforços da região para alcançar um crescimento de qualidade.

As autoridades da província de Shanxi, que é rica em carvão, ordenaram o fechamento de usinas a carvão de baixa eficiência e as que não possuem instalações modernas o bastante para o tratamento de poluentes, para melhorar a qualidade do ar da região. O prazo para a aplicação dessa medida é o final de 2018.

Em Zhengshou, capital da província de Henan, o governo da cidade ordenou a restrição da circulação de metade dos veículos nas áreas urbanas até o final do ano, sendo que os carros só poderão sair em dias alternados, dependendo se o número do registro é par ou ímpar. Essa medida não se aplica para veículos militares, policiais, caminhões de bombeiros, ambulâncias, táxis e ônibus.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.