Plano para melhorar a qualidade do ar de Pequim-Tianjin-Hebei é divulgado

O documento prevê uma redução de 4% da densidade média de PM 2,5 no outono/inverno desse ano, em relação ao mesmo período do ano passado

Um plano de ação de controle da poluição do ar na região de Pequim-Tianjin-Hebei e áreas vizinhas foi divulgado nessa semana por autoridades governamentais chinesas, como o Ministério da Ecologia e do Meio Ambiente e a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma. Nele, estão estabelecidas as metas específicas para o outono e inverno chinês.

Segundo o plano, a densidade média de PM 2,5, partículas poluentes finas que causam o smog, devem cair 4% de 1º de outubro de 2019 até 31 de março de 2020, em relação ao mesmo período no ano passado. O número de dias com poluição severa também deve diminuir 6% nesse mesmo período.

Apesar da melhoria na qualidade do ar, a região de Pequim-Tianjin-Hebei e as áreas vizinhas ainda enfrentam graves problemas durante o outono e inverno, pelo que mostra o plano. A densidade de PM 2,5 geralmente dobra em comparação com as outras estações. Com o El Niño, as condições meteorológicas deste ano exigem medidas mais severas para compensar os seus impactos negativos, uma vez que o ano de 2020 é crucial para a China vencer a batalha por céus azuis, ressaltou o plano.

Entre as metas obrigatórias listadas para as regiões locais, a província de Hebei deverá eliminar 14 milhões de ton de capacidade produtiva de aço, 3 milhões de ton de coque, 1 milhão de ton de cimento, além de 6,6 milhões de caixas de peso de capacidade produtiva de vidro plano.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.