Museu do Palácio empresta relíquias para exposição fora de Pequim

Mais de mil peças da coleção do museu já estão sendo expostas em Shanxi, sendo esse o maior empréstimo já feito para um museu fora da capital chinesa

O Museu do Palácio emprestou mais de mil relíquias da sua coleção permanente para uma exposição de seis meses que está acontecendo em Taiyuan, capital da província de Shanxi, no norte da China. Esse é o maior empréstimo já feito pela instituição a um museu fora de Pequim, de acordo com Shan Jixiang, curador do Museu do Palácio. A exposição do Museu de Taiyuan traz sete temas e inclui peças como vasos de esmalte, produções de forno imperial, pinturas, caligrafias, fotos antigas e conteúdo digitalizado.

Shan afirmou que o Museu do Palácio, que também é conhecido como Cidade Proibida, tem 1,86 milhão de coleções, mas que o espaço de exposição dentro de seus próprios edifícios é limitado. Dessa forma, o museu, que foi transformado a partir do palácio imperial, preferiu cooperar com outros museus do país para que as suas relíquias não fiquem escondidas nos depósitos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.