Maior parque eólico da Ásia Central é construído por empresa chinesa

Instalação fornecerá energia a 1 milhão de residências no Cazaquistão

O maior parque eólico da Ásia Central, construído por uma empresa chinesa, está quase concluído no sul do Cazaquistão. O projeto de referência demonstra como a Iniciativa do Cinturão e Rota está transformando a matriz energética do país.

Localizado ao redor de uma colina perto da cidade de Zhanatas, na região de Zhambyl, o parque eólico, com capacidade de 100 megawatts, fornecerá energia a 1 milhão de residências cazaques com eletricidade limpa, usando 40 turbinas eólicas, programadas para serem instaladas até o final deste mês.

Após a conclusão, a instalação reduzirá as emissões de dióxido de carbono em quase 300 mil toneladas anuais.

A construção do parque teve início em julho de 2019. É estimado que a capacidade total de produção seja atingida em junho deste ano, apesar do impacto de COVID-19, disse Guo Qiang, diretor-geral da usina.

“Os engenheiros chineses estão principalmente envolvidos na instalação de equipamentos. A maior parte do trabalho é realizada por empresas de construção do Cazaquistão. A cooperação entre colegas chineses e cazaques é baseada na igualdade, aprendizado e confiança mútuas”, disse Guo.

 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.