EUA levaram o unilateralismo ao extremo, analisa chanceler chinês

“No auge da COVID-19, os Estados Unidos chegaram ao ponto de se retirar da Organização Mundial da Saúde”, relembra Wang Yi

O ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, declarou nesta semana que os Estados Unidos “levaram o unilateralismo e o bullying ao extremo, mesmo à custa de responsabilidades internacionais e regras multilaterais”.

Para o chanceler chinês, a atual administração dos EUA tornou-se a força mais prejudicial da atual ordem internacional. “No auge da COVID-19, os Estados Unidos chegaram ao ponto de fazer ataques sem fundamentos e se retirar da Organização Mundial da Saúde”, recordou Wang.

Em entrevista à agência Xinhua, o conselheiro de Estado também reforçou o papel da China no multilateralismo. “Nós continuaremos a salvaguardar o sistema internacional centrado na ONU e promover a multipolaridade e uma maior democracia nas relações internacionais”, defendeu.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.