Estudo comprova segurança da vacina chinesa contra COVID-19

Mais de 94% dos 50 mil voluntários que tomaram a dose não apresentaram nenhum efeito colateral

Nesta semana, o governo de São Paulo organizou uma coletiva de imprensa para revelar os resultados de um grande estudo sobre a vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac.

A pesquisa concluiu que 94,7% dos 50.027 voluntários chineses que tomaram a dose da vacina não apresentaram efeitos colaterais. Os efeitos adversos observados em 5,36% dos participantes foram descritos como leves. Os mais frequentes foram dor no local da aplicação, fadiga e febre.

“Conclusão: uma vacina que tem um excelente perfil de segurança”, resumiu Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan.

“Além de segura, a CoronaVac está se mostrando extremamente eficiente”, comemorou o governador de São Paulo, João Doria.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.