Cientistas chineses usam tecnologia genética para criar rosas azuis

Como a espécie não possui o gene que produz a cor azul, não existem rosas dessa cor na natureza

A tecnologia genética e a biologia sintética estão sendo usadas por cientistas chineses para a criação de rosas azuis geneticamente modificadas, de acordo com uma pesquisa publicada no jornal ACS Synthetic Biology. Como as rosas não possuem o gene específico que produz a cor azul, essa flor não existe na natureza. A maioria das rosas azuis que são comercializadas são brancas, originalmente, e receberam tingimento.

A pesquisa está sendo feita por cientistas da Universidade de Tianjin e do Instituto de Microbiologia da Academia Chinesa de Ciências. Eles estão usando a técnica da biologia sintética para modificar um tipo de bactéria que é capaz de criar os genes produtores desse pigmento. A bactéria é injetada na pétala da rosa branca, o que faz com que ela ganhe uma coloração azul.

Com isso, os pesquisadores provaram que existe a possibilidade de usar a pigmentação azul produzida pela bactéria para alterar a cor das rosas, sendo que a equipe agora deverá trabalhar em parceria com paisagistas para promover a procriação das rosas azuis.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.