Cidade Proibida anuncia série de eventos para comemorar os seus 600 anos de história

Exibições, seminários, atividades voltadas para o serviço público e divulgações de pesquisas estão na programação comemorativa do Museu do Palácio para 2020

O Museu do Palácio da China, que também é conhecido como Cidade Proibida, realizará uma série de seminários, exibições e atividades de serviço público em homenagem ao aniversário de 600 anos deste antigo complexo imperial, pelo que anunciou Wang Xudong, responsável pela curadoria do museu. Segundo ele, também será divulgada uma série de publicações de pesquisa, enquanto filmes e programas de televisão serão produzidos.

As exibições que serão realizadas abrangem tópicos como arquitetura antiga, pinturas e civilização chinesa e estrangeiras. Em uma delas, o público poderá ver as mudanças que aconteceram na Cidade Proibida, com um foco nos 20 anos mais importantes dentro desses 600 anos de história.

Entre as atividades de serviço público, 600 alunos de escolas secundárias de Taiwan, Hong Kong e Macau serão convidados para visitar o museu para realizar intercâmbios. Além disso, serão emitidos ingressos, moedas e selos comemorativos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.