China proíbe importação de resíduos sólidos a partir de 2021

País conclui políticas iniciadas em 2017 com proibição total

A China vai banir importações e o despejo, empilhamento e descarte de resíduos sólidos do exterior em território chinês a partir de 1º de janeiro de 2021, segundo autoridades.

O país começou a importar restos como fonte de matéria prima na década de 1980 e é o maior importador mundial, apesar da capacidade restrita de tratamento do lixo. Além disso, algumas empresas passaram a comprar resíduos sólidos ilegalmente com fins lucrativos, o que representa uma ameaça ao meio ambiente e à saúde pública.

Desde 2017, a China passou a implementar políticas para reduzir a importação. O país comprou 13,48 milhões de ton de lixo no último ano, ante 22,63 milhões de ton em 2018. Até outubro deste ano, essas importações caíram 42,7% em termos anuais. A partir de 2021, o número deve ser zerado.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.