China constrói primeiro navio de pesquisa automatizado

Barco inteligente coordenará drones e outras embarcações

Navio Xiangyang Hong 10, em 2018.

O Laboratório de Ciência e Engenharia Marinha do Sul de Cantão anunciou neste domingo o início da construção de uma embarcação-mãe inteligente. A tecnologia será responsável por conduzir estudos no mar, coordenando drones, navios não tripulados ou submersíveis. O veículo deve ser entregue em 2022.

“Será o primeiro navio de pesquisa da China que pode ser controlado remotamente e navegar de forma autônoma, bem como a primeira embarcação-mãe que pode coordenar diferentes sistemas não tripulados no ar, na superfície do oceano e sob ele”, disse Fan Lei, construtor-chefe da CSSC Huangpu Wenchong Shipbuilding Co. Ltd.

O barco será baseado no Sistema Móvel Inteligente de Observação Estéreo do Oceano, que pode ajudar na prevenção e atenuação de desastres marítimos, mapeamento submarino, monitoramento do ambiente marinho e manutenção de parques eólicos offshore, segundo os especialistas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.