Huawei critica decisão britânica de proibir participação da empresa em redes 5G do país

Empresa chinesa avalia que proibição pode “aumentar gastos e aprofundar a disparidade digital” no Reino Unido

A Huawei comentou nesta terça-feira a escolha do governo britânico de proibir a empresa de participar das redes 5G do país. Para a empresa chinesa de tecnologia, é uma “decisão decepcionante” que “pode levar o Reino Unido à pista lenta digital, aumentar gastos e aprofundar a disparidade digital”.

Em comunicado, o porta-voz da Huawei no Reino Unido, Ed Brewster, disse que a proibição é “uma má notícia para qualquer pessoa no país que tenha um telefone celular”.

O governo britânico anunciou que a compra de novos equipamentos Huawei 5G será proibida após 31 de dezembro de 2020 e que todos os equipamentos da empresa serão retirados das redes 5G até o final de 2027.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.