China está construindo robô para testes de coronavírus

O objetivo é evitar que as enfermeiras, que atualmente realizam tais testes para diagnóstico, sejam expostas ao vírus

Desenvolvedores chineses estão trabalhando na pesquisa e desenvolvimento de um robô que possa substituir os enfermeiros na realização de testes da garganta para reduzir a disseminação do novo coronavírus. O trabalho que pesquisa e desenvolvimento, que foi iniciado há uma semana, está sendo feito pela Siasun, maior fabricante de robôs do país, e pelo Instituto de Automação de Shenyang da Academia Chinesa de Ciências, e vários departamentos foram mobilizados no trabalho de desenvolvimento, instalações e testes para poupar tempo.

Atualmente, no teste do coronavírus, uma enfermeiraa usa um cotonete para coletar as secreções da garganta do paciente para o teste, o que faz com que ela corra o risco de contaminação devido à exposição ao vírus. O robô, que incluirá um braço mecânico em forma de cobra e uma parte de coleta de cotonete, pode ser controlado remotamente para proteger a equipe médica de ser infectada, pelo que disse a Siasun Robot and Automation Co.

Com sede em Shenyang, capital da província de Liaoning, a Siasun foi fundada em 2000 e listada no Growth Enterprise Market (GEM, mercado acionário chinês no estilo NASDAQ para as empresas de crescimento) em 2009.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.