China declara preocupação com descarte de água da usina de Fukushima

País considera o despejo do material no mar, realizado pelo Japão, “altamente irresponsável”

A China expressou, na terça-feira, grande preocupação com a decisão do Japão de despejar águas residuais nucleares da usina de Fukushima no mar. “Isso é altamente irresponsável e afetará gravemente a saúde humana e os interesses imediatos das populações nos países vizinhos”, alertou um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

Um relatório de revisão da equipe de especialistas da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) aponta que, caso as águas residuais contendo substância radioativa da usina nuclear sejam despejadas no mar, o meio ambiente marinho e a saúde das populações dos países vizinhos serão afetados.

Para um procedimento correto, as águas nucleares precisam ser tratadas e purificadas para remover todos os resíduos prejudiciais.

O porta-voz chinês apontou que, apesar das dúvidas e oposição interna e externa, o Japão decidiu unilateralmente lançar as águas de Fukushima antes de tentar todas as formas seguras de descarte e sem consultar os países vizinhos.

“A China continuará a acompanhar de perto os desdobramentos do assunto junto com a comunidade internacional e se reserva o direito de ter novas reações”, apontou o porta-voz.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.