ZLCs chinesas atraem 40 mil empresas estrangeiras

Desde setembro de 2013, quando a primeira Zona de Livre Comércio foi criada em Xangai, as ZLCs foram responsáveis por atrair 12% do investimento estrangeiro na China

40 mil empresas estrangeiras já foram atraídas pelas 12 Zonas de Livre Comércio (ZLCs) desde o estabelecimento da primeira delas em Xangai, em setembro de 2013, pelo que mostrou um relatório da Academia de Comércio Internacional e Cooperação Econômica (CAITEC, na sigla em inglês), do Ministério do Comércio. As zonas ainda registraram 600 mil empresas recém-estabelecidas nesse mesmo período.

As zonas já são responsáveis por atrair 12 % das entradas de investimento estrangeiro no país e geraram 12% das importações e exportações da China nesses mais de cinco anos. Desde que Xangai virou a primeira área de teste, a China estabeleceu outras 11 ZLCs tanto em regiões costeiras (como Guangdong e Fujian) quanto em províncias interiores (como Shaanxi e Sichuam).

As Zonas de Livre Comércio foram responsáveis por promover reformas mais profundas, desempenhar papéis dirigentes na exploração dos novos modelos de abertura e fomentar vigorosamente um desenvolvimento de alta qualidade da China, afirmou Zhang Wei, vice-diretor da CAITEC.

Até o final de junho a China publicará novas listas negativas de acesso ao mercado para investimento estrangeiro. Essas novas listas (uma para ZLCs piloto e uma para o resto do país) irão expandir as áreas abertas ao investimento estrangeiro.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.