Yunnan tira mais de 700 mil pessoas da pobreza em 2018

A província chinesa criou uma série de medidas de combate à pobreza nos últimos anos, como a criação de postos de trabalho, a realocação de pessoas nas áreas inóspitas, entre outras

A província de Yunnan, da China, conseguiu retirar da pobreza 737.500 pessoas, de 27 aldeias, no ano passado, segundo informações das autoridades locais. Tal progresso foi atribuído a uma série de medidas, como a criação de postos de trabalho, o desenvolvimento industrial, a realocação de pessoas nas áreas inóspitas e o fornecimento de subsídios para pobres, idosos e doentes.

Mais de 100 funcionários governamentais foram enviados pela província para as regiões carentes, como é o caso da sub-região autônoma Lisu de Nujiang e o distrito de Zhenxiong para auxiliar os trabalhos de alívio da pobreza. No final de 2018, ainda viviam abaixo da linha da pobreza um total de 137.790 habitantes.

A China pretende concluir a construção de uma sociedade moderadamente próspera e erradicar a pobreza do seu território até 2020.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.