Xiamen, na China, criará plataforma de telemedicina 5G para doenças oculares

Projeto terá consultas remotas e triagem com inteligência artificial

Créditos: Xinhua/Lin Shanchuan

Xiamen, uma cidade costeira na Província de Fujian, no leste da China, construirá uma plataforma de telemedicina baseada em 5G para doenças oculares, como parte de seus esforços para promover a medicina inteligente e a saúde.

Aprovado pelo Ministério da Indústria e Informatização da China, o programa é um dos projetos-piloto de aplicação “5G mais medicina e saúde” no país.

A plataforma será estabelecida por um hospital oftalmológico 5G, que foi criado conjuntamente pelo Centro de Olhos de Xiamen da Universidade de Xiamen, a subsidiária da China Telecom em Xiamen e a gigante tecnológica Huawei.

Com base em tecnologias 5G, a plataforma de telemedicina abrangerá vídeos e imagens médicas em tempo real, permitindo que os médicos realizem consultas remotas, triagem de inteligência artificial de doenças oculares e outras medidas de diagnóstico e tratamento, revelou Li Xiaoxin, chefe do Centro de Olhos de Xiamen da Universidade de Xiamen.

Os profissionais médicos acreditam que a implementação da telemedicina baseada em 5G otimizará efetivamente a alocação regional de recursos médicos e melhorará a pontualidade do monitoramento, diagnóstico e tratamento de doenças oculares.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.