Xi Jinping pede esforços para aprimorar a prevenção de desastres na China

O país possui regiões extremamente propensas a desastres naturais e o governo pretende fazer com a sociedade seja capaz de se proteger contra eles

Cidade de Yangchun, província de Guangdong, após o super tufão Mangkhut

Xi Jinping, secretário geral do Comitê Central do Partido Comunista da China (PCCh) e presidente da China pediu esforços para melhorar a capacidade do país de se proteger contra desastres naturais e para realizar o planejamento e a construção da via férrea Sichuan-Tibete. As declarações foram feitas durante a terceira reunião do Comitê Central para Assuntos Financeiros Econômicos, do qual também é diretor.

“Como uma capacidade mais forte de proteção contra desastres naturais diz respeito à economia e ao sustento do povo, a China estabelecerá um sistema eficiente e científico e melhorará a capacidade da sociedade inteira para proteger a vida e a propriedade do povo e a segurança do país”, afirmou Xi.

A China é um dos países mais propensos a desastres naturais do mundo, o que fez com que esse assunto ganhasse muita importância e alcançasse progresso. Apesar disso, a capacidade de responder a condições extremas ainda precisa ser muito aprimorada, de acordo com o que foi debatido na reunião.

Para lidar com esse problema, o país pretende construir um sistema coordenado de respostas a desastres, adotar uma abordagem centrada do povo e priorizar o meio ambiente, além de fazer o possível para minimizar as consequências, impulsionar reformas e inovações de modernização e continuar cooperando internacionalmente.

Diversos projetos importantes serão promovidos, como a restauração ecológica de florestas, pastagens e rios; a proteção litorânea com a construção de paredões ecológicos na costa marítima; reforço de moradias nas áreas propensas a terremotos; o monitoramento de desastres naturais e advertência antecipada, entre outros.

O presidente chinês também falou a respeito da ferrovia Sichuan-Tibete, ressaltando que o projeto tem um significado profundo para a estabilidade a longo prazo do país e para o desenvolvimento do Tibete. Foi enfatizado que a ferrovia deverá promover a solidariedade étnica, salvaguardar a unidade nacional, consolidar a estabilidade da fronteira e impulsionar tanto o progresso econômico quanto social do Tibete.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.