Xangai aprova regulamentos sobre separação do lixo

O regulamento prevê a criação de um sistema sofisticado de tratamento de lixo e de multas para quem não obedecer às novas leis

Uma série de novos regulamentos a respeito da separação e reciclagem de lixos domésticos, que entrarão em vigor no dia 1° de julho, foram aprovadas pelo órgão legislativo de Xangai. A cidade irá completar um sistema sofisticado de tratamento de lixo, incluindo a separação, coleta, transporte e reciclagem, além de realizar esforços para reduzir o volume total de lixo doméstico da cidade.

Em 2018, quase 26 mil ton de lixo doméstico foram descartadas todos os dias, sendo que o volume total da cidade superou os 9 milhões de ton. “A crescente demanda de tratamento de lixo impôs uma grande pressão para o desenvolvimento sustentável na cidade” afirmou Xiao Guiyu, vice-diretor do Comitê Permanente da Assembleia Popular Municipal de Xangai.

Esses regulamentos também especificam as responsabilidades legais dos indivíduos e unidades envolvidas no processo, que devem assumir funções de separação conforme as seguintes categorias de lixo: reciclável, perigoso, úmido e seco. As unidades poderão pagar multas de até 500 mil yuans (US$ 75 mil) por violar as regras de tratamento de resíduos, enquanto indivíduos poderão ser multados em 50 a 200 yuans. Já os empresários que desobedecerem às regras, pagarão multas que podem ir de 500 a 5 mil yuans, destacou Ding Wei, legislador de Xangai.

Com o objetivo de reduzir o volume total de lixo, a cidade irá introduzir materiais mais ecológicos e promover padrões econômicos de empacotamento, o que diminuirá o excesso de embalagens. As novas regras ainda encorajam a diminuição do uso de papel no trabalho, especialmente em escritórios do Partido e do governo, assim como nas instituições públicas. O uso de louças e pauzinhos descartáveis em restaurantes ou durante a refeição também serão desencorajados.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.