Wuhan gasta US$126 milhões em testes gratuitos para todos os seus moradores

Vice-prefeito garante que despesa “valeu a pena”, pois agora residentes se sentem mais seguros para retornar com atividades

A campanha realizada pela cidade chinesa de Wuhan para testar todos os seus cidadãos e mapear as infecções pelo novo coronavírus totalizou 900 milhões de yuans (US$126 milhões) em gastos.

Para Hu Yabo, vice-prefeito executivo de Wuhan, a despesa “totalmente vale a pena”. Ele defende que os moradores agora se sentem mais seguros e a cidade poderá retornar com suas atividades sociais e econômicas normalmente.

“Após os testes na cidade, os residentes que fizeram grande sacrifício durante o bloqueio municipal também aliviarão seu bloqueio psicológico”, disse ele.

Hu revelou que a campanha usou principalmente o método de teste individual, que é complementado por testes em lote. O teste em lote mistura amostras de diferentes pessoas, no máximo cinco no caso de Wuhan, a serem analisadas em um teste. Apenas quando o resultado for positivo, uma segunda rodada de testes individuais é exigida.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.