Wuhan estabelecerá banco com plasma de doadores que se recuperaram da COVID-19

Plasma convalescente contém grande número de anticorpos protetores, eficazes no tratamento de casos críticos de coronavírus

Com o intuito de ajudar no tratamento de pacientes com COVID-19, a cidade de Wuhan vai estabelecer um banco de plasma convalescente coletado de doadores que se recuperaram da doença.

Nos últimos cinco meses, 1.319 pacientes curados do novo coronavírus doaram 460 litros de plasma na cidade chinesa mais atingida pela epidemia. Outras províncias do país também doaram 17,5 litros de plasma para a região.

O plasma convalescente, processado a partir do plasma coletado de pacientes recuperados da COVID-19, contém um grande número de anticorpos protetores, os quais foram provados eficazes no tratamento de casos críticos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.