Wuhan é classificada como área de baixo risco da COVID-19

Estratégias adotadas pelo governo chinês ajudaram a cidade a ter alta taxa de cura e baixa taxa de mortalidade

Wuhan, outrora considerada o epicentro do coronavírus na China, recebeu no último sábado a classificação de área de baixo risco do surto. A cidade cumpriu o critério do Conselho de Estado da China que define cidades e distritos que não tiverem novo caso confirmado nos últimos 14 dias como áreas de baixo risco.

De acordo com Jiao Yahui, funcionário da Comissão Nacional de Saúde, uma série de medidas decisivas tomadas pelo governo chinês durante os últimos dois meses ajudou Wuhan a ter uma alta taxa de cura e baixa taxa de mortalidade.

As estratégias incluíram a aplicação de política de quarentena, o envio de trabalhadores médicos a Hubei, a construção de hospitais temporários e uso pleno de medicina tradicional chinesa.

Durante o pico da epidemia, a cidade tinha um total de 60 mil leitos para satisfazer a crescente demanda pelos recursos médicos. “A taxa de mortalidade é muito relacionada ao tratamento de pacientes em cuidado intensivo”, disse Jiao, acrescentando que as autoridades usaram os melhores recursos no país para reduzir a taxa de mortalidade.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.