Wuhan dá esperança ao restante do mundo, diz chefe da OMS

“Até mesmo a situação mais severa da COVID-19 pode ser mudada”, afirmou Tedros Adhanom Ghebreyesus

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS

Em pronunciamento feito na última sexta-feira, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que “Wuhan oferece esperança ao restante do mundo de que até mesmo a situação mais severa da COVID-19 pode ser mudada”.

Os três dias consecutivos com zero novos casos reportados no epicentro da epidemia foram descritos como um “êxito” por Tedros.

Para Michael Ryan, diretor-executivo do Programa de Emergências de Saúde da OMS, a situação de Wuhan revela que “o coronavírus pode ser suprimido e as cadeias de transmissão podem se romper através de um enorme esforço de toda a sociedade”.

Ryan falou que a COVID-19 parece atingir um novo e trágico marco a cada dia. No nível global, foram relatados mais de 210 mil casos, incluindo mais de 9 mil óbitos. “Toda perda de vida é uma tragédia”, afirmou, e descreveu isso como uma “motivação” para redobrar os esforços para deter a transmissão do vírus e salvar vidas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.