Vacina chinesa contra COVID-19 é testada em mais centros de pesquisa brasileiros

CoronaVac começou a ser aplicada em outros cinco núcleos científicos nesta semana

A vacina CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, começou a ser testada em cinco novos centros de pesquisa no Brasil.

Nesta semana, profissionais da área da saúde selecionados como voluntários puderam se vacinar em Brasília, Campinas, Curitiba, São José do Rio Preto e Porto Alegre. Outros cinco centros de pesquisa espalhados pelo Brasil já deram início aos testes.

Ao todo, 12 núcleos científicos foram selecionados para a realização da terceira e última fase de ensaios clínicos do imunizante.

Caso os estudos comprovem a eficácia da vacina, ela começará a ser produzida pelo Instituto Butantan.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.