Usuários chineses do LinkedIn desejam maior desenvolvimento profissional

Segundo relatório feito pela empresa de tecnologia, quase 50% dos usuários chineses da rede social começam a planejar suas carreiras três anos depois de entrar no mercado de trabalho

Os usuários chineses do LinkedIn vêm mostrando um forte desejo de desenvolvimento profissional nesse momento em que a economia do país se encontra em rápida evolução e gera novas oportunidades, pelo que disse a própria plataforma da rede social voltada ao mercado de trabalho. Cerca de 48,6% dos usuários chineses entrevistados disseram começar o seu planejamento profissional três anos depois de começar a trabalhar, de acordo com um relatório do LinkedIn.

Mais de 90% dos entrevistados se mostraram dispostos a pagar para obter conhecimento ou informações dobre habilidades de alta qualidade relacionadas à suas carreiras ou para receber cursos pagos sobre esses assuntos. Aproximadamente 47% deles afirmaram estar dispostos a gastar mais de 10% de sua renda para melhorar a sua competitividade. O informe revela que os usuários chineses têm uma alta demanda por serviços de escolha de carreira, consultoria de desenvolvimento profissional e aprendizado de competências.

A empresa de tecnologia, que fica localizada no Vale do Silício, anunciou uma estratégia para o mercado chinês, devido ao fato de a empresa ajudar os usuários a “se conectarem com as oportunidades”, estabelecendo uma plataforma única de serviços de desenvolvimento profissional. Além disso, haverá novos serviços, como orientação de desenvolvimento profissional, treinamento e análise salarial da profissão.

O LinkedIn registrou um aumento de mais de 10 vezes dos usuários chineses, atingindo os 47 milhões desde a sua entrada oficial na China, em 2014. Lu Jian, presidente do LinkedIn China, disse que o país é um importante mercado em expansão para serviços de desenvolvimento profissional e que a empresa continuará posicionando os seus serviços e trabalhando com parceiros industriais para aproveitar as oportunidades dos mercados emergentes.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.