US$ 1,63 bilhões são alocados pela China para combater a epidemia

O país asiático também aprovou quatro novos produtos para a detecção e teste do novo coronavírus

Os departamentos financeiros de todos os níveis da China haviam alocado um total de 11,21 bilhões de yuans (US$ 1,63 bilhão) até as 12h de domingo para frear a propagação do novo coronavírus (2019-nCoV). De acordo com o Ministério das Finanças, os fundos foram principalmente usados para o tratamento médico e a aquisição de equipamentos médicos e materiais de controle da epidemia.

Em um comunicado divulgado pela pasta, o país asiático concentrará esforços para garantir apoio financeiro adequado para prevenir e controlar a epidemia.

Produtos de detecção

No próprio domingo foram aprovados pela Administração Nacional de Produtos Médicos (NMPA, na sigla em inglês) quatro novos equipamentos para o teste do novo coronavírus. Esses materiais, que incluem kits de reagentes e o sistema de sequenciamento do vírus, deverão acelerar o processo de diagnóstico e expandir ainda mais a capacidade de fornecimento de produtos de detecção.

Além disso, a NMPA exigiu que os reguladores provinciais de drogas intensifiquem a supervisão da produção para garantir a segurança do produto. O órgão disse que continuará implementando procedimentos especiais de aprovação para medicamentos e aparelhos médicos para conter o surto.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.