Universidade na China construirá centro de pesquisa contra terremotos

A demanda por esse tipo de estudo é grande devido à grande quantidade de abalos sísmicos que afetam o país

A Universidade de Tianjin, localizada no norte da China, irá construir uma instalação de pesquisa de engenharia de simulação de terremotos de grande escala. De acordo com Zhong Denghua, reitor da universidade e cientista-chefe do projeto, o local deverá ser usado para estudar o impacto de terremotos em grandes projetos de engenharia na terra e no mar. Com isso, a universidade pretende explorar as soluções e melhorar seus projetos para que eles possam resistir aos impactos.

A aprovação para a construção foi concedida pela Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, o plano abrange uma área de 77 mil m² e terá um investimento estimado em 1,5 bilhão de yuans (aproximadamente US 200 milhões). A instalação que foi planejada deve ser maior do que as que já existem no campus de Beiyangyuan, da universidade, e deverá durar cerca de cinco anos.

Xie Lili, pesquisador da Academia Chinesa de Engenharia, afirmou que atualmente existe um grande número de edifícios altos, pontes marítimas, estações hidrelétricas grandes, túneis superlongos, usinas de energia eólica em alto mar e grandes estações de eletricidade nuclear na China e que a demanda por pesquisas antissísmicas é bem alta.


Fonte: Xinhua

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.