Trens de carga entre a China e a Europa completam 10 mil viagens

O sistema ferroviário entre o país asiático e o continente europeu é parte significativa da Iniciativa Cinturão e Rota

A rede de serviço ferroviário de carga China-Europa, parte importante da Iniciativa Cinturão e Rota, cresceu de forma rápida e já chegou a 10 mil viagens. O trem de carga X8044, que veio de Hamburgo, na Alemanha, e chegou na estação ferroviária de contêineres de Wujiashan, em Wuhan, fez a viagem de número 10 mil desde que começou a operar em março de 2011.

Nesses últimos sete anos, os trens têm levado vestuários, autopeças, produtos químicos e outros bens chineses para a Europa, enquanto trazem de volta alimentos, máquinas e equipamentos europeus, além de produtos de madeira. Até o dia 30 de junho, 48 cidades chinesas eram ligadas a 42 cidades europeias por esses serviços ferroviários, que ajudaram a impulsionar a abertura da China e incentivaram a cooperação econômica e comercial com os países ao longo do Cinturão e Rota, de acordo com um comunicado da China Railway Corp.

Em 2018 a Iniciativa Cinturão e Rota (rede transnacional que conecta a Ásia com a Europa e a África) completa cinco anos. Nesse período, o comércio de produtos da China com os países que fazem parte da iniciativa ultrapassou US$ 5,5 trilhões, sendo que o investimento direto da China em setores não financeiros desses países atingiu US$ 80 bilhões.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.