Tibet realiza feito histórico de erradicar a pobreza absoluta

Região Autônoma no sudoeste da China tirou 628 mil pessoas da miséria

O Tibet, no sudoeste da China, realizou o feito histórico de erradicar a pobreza absoluta. Até o final de 2019, a Região Autônoma tirou 628 mil pessoas da pobreza e retirou 74 áreas de nível distrital da lista de pobreza, disse Wu Yingjie, chefe do Partido Comunista da China no Tibet, chamando o êxito de uma “grande vitória”.

“Desde 2016, foram gastos 74,8 bilhões de yuans em fundos relacionados à agricultura para o alívio da pobreza, com um aumento médio anual de mais de 15%”, disse Wu.

Além disso, um total de 39,89 bilhões de yuans foi investido em mais de 2.900 projetos de redução da pobreza, o que ajudou a tirar mais de 238.000 residentes da pobreza e beneficiou mais de 840.000 pessoas.

Conhecido como o “Teto do Mundo”, o Tibet é famoso por sua pitoresca paisagem de planalto e rica cultura étnica. É um dos principais campos de batalha da campanha nacional da China contra a pobreza.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.