Telescópio FAST detecta campo magnético que pode formar estrelas

Radiotelescópio é considerado o mais sensível do mundo

Usando o Radiotelescópio Esférico de Abertura de Quinhentos Metros (FAST), também apelidado de “Olho do Céu da China”, cientistas detectaram um campo de força magnético em uma região do meio interestelar que parece pronta para formar estrelas.

Localizado em uma região naturalmente arredondada e profunda na Província de Guizhou, no sudoeste da China, o FAST iniciou a operação formal em janeiro de 2020 e foi aberto ao mundo em 31 de março de 2021. Acredita-se que seja o radiotelescópio mais sensível do mundo.

A nova descoberta é crucial para a compreensão da formação de estrelas e ilustra a importância do FAST no tratamento de importantes problemas astrofísicos não resolvidos, disse Richard Crutcher, professor emérito da Universidade de Illinois.

Cientistas identificaram mais de 500 novos pulsares entre outubro de 2017 e dezembro de 2021 e detectaram um total de 1.652 explorações independentes provenientes de uma única fonte rápida de rádio (FRB) repetida usando FAST, o maior conjunto de eventos já detectado na história.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.