Telescópio FAST da China detecta explosão misteriosa de rádio

Astrônomos ao redor do mundo reuniram informações para estudar evento cósmico

Créditos: Xinhua/Ou Dongqu

Cientistas encontraram uma explosão rápida de rádio (FRB) altamente ativa e repetitiva, apenas o segundo exemplo desse tipo, que está sugerindo o quadro evolutivo desses misteriosos eventos cósmicos.

FRBs são transientes astronômicos mais brilhantes de duração de milissegundos em bandas de rádio com origens ainda desconhecidas. Menos de 5% das já detectadas foram vistoa se repetindo e apenas algumas são persistentemente ativas.

Usando o Radiotelescópio Esférico de Abertura de Quinhentos Metros (FAST), também apelidado de “China Sky Eye”, uma equipe internacional liderada por astrônomos da Academia Chinesa de Ciências descobriu e localizou uma FRB de ativa repetição, chamada FRB 20190520B, em uma galáxia anã pobre em metal a quase três bilhões de anos-luz da Terra.

Em seguida, telescópios como o Very Large Array, o telescópio Palomar, o telescópio Keck, o telescópio Subaru e o telescópio Canada-França-Havaí continuaram as observações para confirmar a FRB 20190520B.

Os cientistas disseram que a FRB parece residir em um ambiente de plasma complexo semelhante ao de uma supernova super luminosa, sugerindo que pode ser uma “recém-nascida”. É o segundo exemplo altamente ativo com explosões repetidas e emissão de rádio persistente entre explosões proveniente de uma região compacta, segundo o estudo publicado, na quarta-feira, na revista Nature.

Agora, os candidatos para as fontes de FRB são as estrelas de nêutrons superdensas, geradas depois que uma estrela massiva explode como uma supernova, ou estrelas de nêutrons com campos magnéticos ultra-fortes, chamadas magnetares.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.