Tecnologia chinesa que ajuda a diagnosticar o câncer cervical será aberta ao mundo

Usando inteligência artificial, a plataforma de nuvem Landing evita um grande número de trabalho manual, agilizando o diagnóstico

O centro de pesquisas que desenvolveu as principais tecnologias da Landing, uma plataforma de nuvem chinesa que pode detectar câncer cervical, também conhecido como câncer de colo do útero, usando inteligência artificial (AI), divulgou que agora em abril ela será aberta para o mundo.

A tecnologia de AI na nuvem para a diagnose de câncer cervical transformou a experiência acumulada pelos círculos médicos ao longo dos anos em algoritmos e modelos, possibilitando rastrear células cancerosas a partir de imagens digitalizadas, de acordo com Sun Xiaorong, cientista-chefe do centro de pesquisa Landing para diagnosticar diagnose citológica com AI. Subordinado à Universidade de Wuhan, o centro detém os principais direitos de propriedade intelectual sobre a tecnologia.

“Após informações gráficas de amostras de células serem coletadas por amostragem e transferidas via internet para a plataforma na nuvem, a AI vai concluir o procedimento de diagnose automaticamente. Os patologistas apenas precisam revisar e confirmar os casos positivos”, disse Sun. A plataforma na nuvem vai evitar um grande volume de trabalho manual, uma vez que os casos positivos são geralmente minoria entre os testes de câncer cervical.

O câncer cervical é o quarto tipo de câncer mais frequente entre as mulheres em todo o mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em 2018 houveram 570 mil novos casos e 311 mil mortes relacionadas a esse câncer.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.