Taxa de desemprego nas áreas urbanas da China diminui

País asiático gerou mais de sete milhões de novos empregos até agosto

O Departamento Nacional das Estatísticas da China divulgou nesta terça-feira atualizações da taxa de desemprego no país. A porcentagem ficou em 5,6% em agosto, 0,1 ponto percentual abaixo da de julho.

Nos primeiros oito meses deste ano, foram gerados 7,81 milhões de novos empregos urbanos, 2,03 milhões a menos comparativamente ao mesmo período de 2019.

O governo da China informou o objetivo de gerar mais de nove milhões de novos postos de trabalho urbanos e manter a taxa de desemprego pesquisado nas áreas urbanas em cerca de 6%.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.