Sinovac Biotech doará vacinas contra o coronavírus para Conmebol

Ação da biofarmacêutica chinesa, fabricante da CoronaVac, garante a realização da Copa América

A Conmebol, a maior entidade de futebol na América do Sul, anunciou nesta semana que receberá uma doação de 50 mil doses da vacina contra o coronavírus da biofarmacêutica chinesa Sinovac Biotech, fabricante da CoronaVac.

Os imunizantes serão aplicados em jogadores dos principais clubes da América do Sul e nos profissionais envolvidos nas partidas masculinas e femininas da confederação, incluindo árbitros e a comissão técnica, por exemplo.

A doação da Sinovac possibilitará que o grupo seja imunizado antes da Copa América, que começa em junho, na Colômbia e Argentina.

“É a melhor notícia que a família do futebol sul-americano pode receber, à qual devemos nossos melhores esforços na Conmebol”, comemorou em nota Alejandro Dominguez, presidente da confederação.

Dominguez ainda agradeceu ao presidente Uruguaio, Luis Lacalle Pou, e ao embaixador do país na China, Fernando Lugris, por tornarem o acordo com a Sinovac possível e afirmou que a biofarmacêutica chinesa “entende que o futebol é uma atividade essencial para a economia, cultura e saúde física e mental dos sul-americanos”.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.