São Paulo tem doses suficientes para vacinar grupo prioritário

O estado possui 10,8 milhões de unidades prontas

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O estado de São Paulo anunciou na última semana que já possui estoque suficiente para imunizar o grupo prioritário contra Covid-19. São 10,8 milhões de doses da CoronaVac vindas da China para o Instituto Butantan, parceiro do laboratório Sinovac.

A primeira fase da campanha contempla 9 milhões de pessoas, entre profissionais de saúde, idosos, indígenas e quilombolas. 

A imunização estadual está prevista para começar dia 25 deste mês. No entanto, a eficácia da CoronaVac ainda não foi revelada e o Butantan não pediu o registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O programa de vacinação só poderá começar após aprovação da agência.

“Já temos uma quantidade expressiva de vacinas disponíveis e novos lotes devem chegar agora em janeiro, o que permitirá, após o registro do imunizante pela Anvisa, o início da vacinação pela rede pública”, afirmou Dimas Covas, diretor do Butantan.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.