São Paulo pedirá autorização da CoronaVac à Anvisa nesta quinta

Após o pedido, a agência terá dez dias para dar resposta

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governo do estado de São Paulo pedirá à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a autorização para uso emergencial da CoronaVac nesta quinta-feira. 

Segundo informações do portal UOL, o anúncio será feito durante entrevista coletiva do governo para anunciar a reclassificação das cidades no Plano São Paulo.

Assim que receber a documentação e o estudo da vacina, a Anvisa terá dez dias para autorizar ou não a aplicação do imunizante desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac Biotech.

Uma fonte do Centro de Contingência ao Coronavírus em São Paulo informou ao UOL que não há razão para a CoronaVac não ser aprovada. “Nem por pressão política isso seria possível”, disse.

O governo estadual depende do aval da agência para seguir o plano de começar a vacinação no dia 25 de janeiro.

A eficácia da CoronaVac ainda não foi divulgada, mas o Instituto Butantan, parceiro da Sinovac, garante que o imunizante é efetivo.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.