Saída dos EUA da OMS é ilegal, afirma revista médica The Lancet

Publicação britânica avalia que retirada “terá consequências terríveis para a segurança, diplomacia e influência” do país norte-americano

Um artigo publicado pela revista médica britânica The Lancet classificou a retirada dos Estados Unidos da Organização Mundial da Saúde (OMS) como “ilegal”. Na última semana, o país norte-americano notificou o secretário-geral das Nações Unidas da sua saída da organização.

De acordo com a The Lancet, o ato viola a legislação “porque não tem a aprovação expressa do Congresso”. A publicação ainda analisa que a retirada ameaça a saúde e a segurança global e do próprio país.

A saída da OMS “terá consequências terríveis para a segurança, diplomacia e influência dos EUA”, acrescentou o artigo.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.