Restauração de mural do maior templo taoísta da China é iniciada

Obras em dois salões do local devem demorar cerca de dois anos no total

O maior templo taoísta da China, o Palácio Yongle, iniciou o trabalho de restauração de seus murais, que datam da Dinastia Yuan (1271-1368).

O Museu de Arte Mural do Palácio Yongle detalhou que a restauração terá como foco o Salão do Tigre e do Dragão (Salão Longhu) e o Salão Duplo Nove (Salão Chongyang), que têm 195 metros quadrados e 353 metros quadrados de murais danificados, respectivamente.

As obras em ambas as salas devem levar dois anos, disse Xi Jiulong, diretor do instituto de pesquisa para a preservação de murais de templos.

Construído durante a dinastia Yuan, o Palácio Yongle está localizado no distrito de Ruicheng, na cidade de Yuncheng, no norte da província de Shanxi. Sua área total de pinturas em murais preservadas é de mais de mil metros quadrados.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.