Representante chinês na ONU pede que EUA suspendam sanções unilaterais à Síria

Medidas coercitivas estariam prejudicando economia síria e destruindo os meios de subsistência dos civis

O representante permanente da China nas Nações Unidas, Zhang Jun, pediu na última semana aos Estados Unidos que suspendam as sanções unilaterais sobre a Síria.

“As medidas coercitivas unilaterais estão prejudicando a economia síria, destruindo os meios de subsistência dos civis e minando a capacidade da Síria de responder à COVID-19”, relatou Zhang.

De acordo com o representante chinês, os países doadores devem cumprir seu compromisso de assistência à Síria o mais rápido possível. “A assistência não deve vir com pré-condições, nem ser usada como ferramentas para agenda política ou para pressionar o governo sírio”, disse ele.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.